segunda-feira, 17 de março de 2008

Minhas Verdades

.

Na verdade
Fui teu mais longo verso
Vezes sem sentido
Vezes sem nexo

Na verdade
As noites foram poucas
O tempo voava
E o mundo não parava de dar voltas

Na verdade
Estive meio sozinha
Sem prumo algum na vida
Esperando um sussurro de paixão

Na verdade
Fui meio mulher, meio menina
Enquanto você temia
O irradiar de uma nova sensação

Na verdade
Fui tua canção
As notas que você não se atreveu tocar
Teu refrão
Tua melodia
O som que permeava em teu dia
E que...temente de tudo
Você não via
Enquanto pelo anseio dessa canção
Meu coração se enchia de alegria
Mas pela longa espera, por fim eu só chorava e sofria.
.

(Suellen Verçosa)

7 comentários:

Samuel Bryan disse...

a dor do sofrimento apresentada de uma forma tão complexicamente poética
=]
beijos linda

Câmera Digital disse...

Hello. This post is likeable, and your blog is very interesting, congratulations :-). I will add in my blogroll =). If possible gives a last there on my blog, it is about the Câmera Digital, I hope you enjoy. The address is http://camera-fotografica-digital.blogspot.com. A hug.

Veriana Ribeiro disse...

gostei muito do poema. Cheio de emoção e só me faza lembrar de uma conversa no msn que eu tive contigo XD

beijos linda

GiselleXL disse...

Su..
quantas verdades..
sonhos..
paixões..
desejos..

saudade de tu moça
bjs
=*****

Manu Falqueto disse...

Meu Pai...
Amei Suh...
como sempre amo cada linha e cada verso seu...
e os ler me deixa assim perto de você e com muitas saudades suas...

bjão
xD

Anônimo disse...

Obrigado por Blog intiresny

Anônimo disse...

Finalmente, tenho o que eu estava procurando! Eu definitivamente desfrutar de cada pedacinho dele. Ainda bem que eu encontrei este artigo! sorriso que tenho guardado para verificar coisas novas que você postar.