segunda-feira, 15 de outubro de 2007

Um presente de Luciano Martins

.

de pétalas e brisa
a vida é feita.
a pétala é o ser,
destino é vento
que leva a massa tênue
pelos ares
e deixa que repouse
em um momento.
então se ilude a pétala,
e pensa que este chão
de agora é para sempre,
que eterno é o amor
que vê adiante
e que é constante
aquilo que é instante.
e vem a brisa e novamente
ergue do chão a pétala
iludida
e vai,e a conduz por outros ais
então a massa tênue de perfume
entende que sua vida se resume
à memória do aroma,
nada mais

(Luciano Martins)


* Esse foi um delicado presente, que de tão belo e delineado me permitiu o alcance das palavras em gestos, sons e desejos. Que as pétalas sim estejam em movimento, e que o aroma seja constante, no embalar de nossos pensamentos. Abraços e obrigada.

Um comentário:

Vieira Calado disse...

Que assim seja!
Bom domingo.