quarta-feira, 30 de maio de 2007

__Rosas em botão__


São dúzias de rosas em botão...
Que te ofertei com paixão...
Em teu olhar desfiz-me em lágrimas...
Tão sedento está o coração...


Susurrando com uma voz saliente...
Cala-me com espinho cortante...
Desfaz minha vida errante...
E encarna-me com teu gesto inconsciente...


Densa solidão...
Que eu quis sentir...
Dormente me fiz para esta canção...
Um breve relato que prediz...
Que cansados estamos sem razão...
Pelas mentiras que eu tanto quis...
Tão nulas estamos numa prisão...
Que nos remete a um inverno infeliz...


(Suy)

Um comentário:

Aleta Dreves disse...

Raramente vivenciei uma paixão ou um amor que não trouxesse dor ...

é engraçado!

Boa quinta-feira!