quarta-feira, 25 de março de 2009

Notas, Versos e Canção

(Foto de Fábio Barbosa)
.
Poderia encher um grande lago com essas lágrimas
Mas na verdade não quero
Nem tento
Nem penso

Tudo que foi feito
Tudo que foi dito
Fez com que os pensamentos mudassem
E o destino se encarregou do restante

Nada seguiu conforme aqueles planos
E hoje as estradas são diferentes
Nem o doce lar é o mesmo
Nem as estrelas do céu têm o mesmo brilho

Melhor é nem pensar mais
Se as notas despassadas soam trêmulas
E na mente reconheço
Que as batidas são sempre as mesmas

Soa como convite
Soa com voz de lembrança
Mesmo que uma grande volta a vida tenha dado
Mas o pensamento com esse acorde percebe sua voz

Nem fazem sentido os versos
Nem as canções que compus com suas batidas
Que ecoam, ecoam e ecoam
Sempre repetidas

Um refrão que decorei
Pra sempre na mente
De quem viveu esperando aquela canção
De notas ainda incompletas
.
(Suellen Verçosa)

7 comentários:

Keth disse...

e assim seguem os planos que se perdem em planos... a vida real não pára e virtudes respeitáveis, em certas situações, é entender, aprender e se refazer... A vida pode até, nem sempre, sair conforme o combinado (por nós em nosssos pensamentos), mas a maestria de se reerguer abrilhanta qualquer situação.

Bjo Suy, saudade!

Victor Manfredine disse...

amo isso tudo aqui!
q poetisa completa vc Suellen.

sempre que me falta um pedaço,
venho aqui e me completo sabe?
éééé. =]

Anônimo disse...

Saudades do Lucas??

Vieira Calado disse...

Há certas canções que nunca ficam completas.

É preciso ir sempre lhes dando uma volta.

Bjs

Vieira Calado disse...

Pois, amiga!
As motas da canção ou do refrão, estão sempre incompletas.

Bjs

Clenilson Batista disse...

Ah! Essa maviosa canção, feita de tantas notas, de tantos instrumentos, de tantas vozes. E as estrelas... parecem alheias, a lua não se toca, e o sol nesse passeio interminavel acordando a gente. A vida só é vida, por que é essa canção interminavel vagando pelo infinito, suspirando infinitas melodias. Ah! Essa tua maviosa canção incompleta, completa de sentimento, de pulsar de coração.

Dany disse...

Lindooo poema!
Todos esses acordes, a melodia, as lembranças deixam saudade, mas com o tempo acabam passando, vc verá!
Bjs